Os moradores da Vila Torres Galvão, em Paulista, no Grande Recife, não aprovaram a passarela na PE-15 que dá acesso à estação do BRT São Francisco de Assis.

No caminho até a estação, a população enfrenta um percurso longo e sem cobertura. Os usuários também dizem que o serviço deixou a desejar na iluminação e segurança.

A estação São Francisco de Assis foi a penúltima a ser inaugurada do Corredor Via Livre Norte-Sul, mas teria começado a funcionar antes do tempo.

Uma escada que deveria estar sendo usada ainda não foi liberada, por exemplo. O ar-condicionado da estação também não está funcionando.

A estação funciona de domingo a domingo das 4h às 21h30 e por ela passam cinco linhas, que transportam em média 70 mil passageiros por dia.

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, uma interrupção no fornecimento de energia fez com que o ar condicionado parasse de funcionar. O consórcio também afirmou que a Celpe foi ao local para restabelecer a energia.

Já a Secretaria das Cidades, responsável pela obra, disse que a empresa de engenharia contratada vai concluir os ajustes da passarela até o final do mês.

Fonte: TV Jornal