Segundo Jorge Carreiro (PV), prefeito da cidade, regularização da entrega dos alimentos deve ocorrer a partir da sexta-feira (31).

Jorge Carreiro é prefeito de Paulista (PE) — Foto: Reprodução/TV Globo

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura de Paulista, no Grande Recife, vinha entregando kits de alimentação para as famílias de alunos da rede municipal. A última remessa, porém, não foi distribuída em 18 das 62 escolas públicas da cidade. Em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta quarta-feira (29), o prefeito Jorge Carreiro (PV) disse que o problema vai ser resolvido no primeiro final de semana de agosto.

Ainda de acordo com o prefeito, que era vice de Júnior Matuto (PSB) e assumiu o cargo após o afastamento pela Justiça do antigo titular, mais de mil cestas ficaram estocadas em uma das escolas da rede e não foram distribuídas como deveriam no dia 21 de julho.

“No dia 21, terça, era pra ter sido concluída [a distribuição]. O que encontramos desse assunto? Encontramos estocado na Escola José Firmino da Veiga, que fica no centro de Paulista, vizinho à Secretaria de Educação, um volume imenso de cestas jogadas de todo jeito. Foram feitas imagens, registros. Solicitamos à Vigilância Sanitária para levantar as condições não só de acondicionamento mas também dos alimentos e encontramos muitos produtos com datas vencidas”, afirmou.

Carreiro defendeu-se da responsabilidade por esse caso, alegando que, em 21 de julho, quando estava prevista a entrega, foi o dia em que ele tomou posse como prefeito.

De acordo com Carreiro, o objetivo da prefeitura é entregar os kits para as famílias que faltam a partir da sexta-feira (31). Para isso, ele disse que a gestão municipal traçou uma estratégia.

“Estamos abrindo todas as cestas para verificar produto a produto. Já chamamos o fornecedor, que foi identificado. Vamos tentar convencê-lo a substituir os produtos vencidos, porque, na verdade, o conselho de alimentação escolar deveria verificar isso. Estamos re-ensacando e, amanhã [quinta-feira], vamos notificar as escolas para que, na sexta-feira (31), as famílias que vão se beneficiar desses kits recebam”, declarou.

A outra meta da gestão é regularizar a entrega para que, na próxima data de distribuição, em 21 de agosto, todas as famílias recebam os kits. Além disso, Carreiro afirma que o contrato de fornecimento passará por uma auditoria.

“O segundo movimento é retomar a sequência, a quarta remessa. Para isso, vamos solicitar aos fornecedores porque já identificamos um aditivo que foi feito ao contrato do fornecedor de merenda, para que a gente receba os kits para mandar. Evidente que esse contrato será, paralelamente, alvo de uma diligência, auditoria, com fins de verificar irregularidades, mas, nesse momento, o foco é retomar e entregar às famílias o kit de alimentação”, afirmou.

Alagamentos
Alagamentos em ruas são frequentes na cidade de Paulista, especialmente no inverno, por causa do período das chuvas. Entre os moradores do município que sofrem com essa situação, estão os que vivem no bairro de Nossa Senhora do Ó, onde ficam as ruas Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental.

Conforme declarações do prefeito, há planos para obras que resolvam o problema na área. “Estive lá sábado (25), com a equipe da Secretaria de Serviços Públicos, e temos duas alternativas que estamos verificando ali. Vou tentar estabelecer um prazo, até para a gente ter como desafio. Eu quero ver se a gente tem pelo menos dois meses para concluir essa obra”, disse.

Fonte: NE1